26 de novembro de 2019

Apoiado pela SAAP, projeto arrecada verba para instalar composteira e horta em escola pública

Você consegue imaginar uma iniciativa que trabalhe, ao mesmo tempo, com o conceito de sustentabilidade, o senso de comunidade, a geração de renda, o ensino de biologia e, até mesmo, ajude a produzir alimentos saudáveis para uma escola pública? Parece muito, não? Mas é exatamente essa a proposta do Projeto Horta e Compostagem do Fernão, que está em fase de captação de recursos numa plataforma de microfinanciamento coletivo.

O objetivo é construir e manter uma composteira no terreno da Escola Estadual Fernão Dias Paes, que fica na av. Pedroso de Moraes. A compostagem é um processo de produção de adubo a partir de resíduos orgânicos, como restos de comida. A ideia é usar o material numa horta orgânica a ser criada na instituição. Os alimentos cultivados ajudarão a reforçar a merenda escolar.

Além disso, o projeto prevê que os cuidados com a composteira, com o plantio e a colheita das hortaliças e legumes envolverão alunos do próprio colégio, que serão remunerados para a realização das tarefas.

A campanha tem como meta arrecadar um total de R$ 14.977 até o dia 16 de dezembro. Serão distribuídas recompensas de acordo com o valor que o doador destinar à iniciativa. Os brindes vão de cookies a refeições em restaurantes do bairro.

“O dinheiro será usado em algumas reformas na escola, para que ela possa receber a composteira e a horta. Também será utilizado para fazer oficinas, tanto voltadas para alunos quanto abertas à comunidade, sobre diversos temas ligados à sustentabilidade”, explica a médica veterinária Juliana Marigo, coordenadora do projeto.

A iniciativa conta com a assessoria técnica da Eccaplan Consultoria em Sustentabilidade. Há também o apoio do Coletivo Pinheiros, que reúne comerciantes do bairro, inclusive proprietários de restaurantes, de onde deverão vir os resíduos orgânicos que alimentarão a composteira.

Já há uma em teste na escola, e a SAAP tem colaborado com o lixo verde de jardins de Alto dos Pinheiros para fazê-la funcionar. Outra parte do material orgânico é doada pelo restaurante Homa.

“Quando o projeto for implementado, poderemos contratar mais alunos para tocá-lo. Já o adubo, além de manter uma horta para complementar a merenda escolar, poderá ser vendido ao público, gerando verba para o colégio”, ressalta Juliana.

Num bairro como o nosso, que se destaca pelas áreas verdes, é muito gratificante ver um projeto que une tantas vertentes, como a sustentabilidade, a geração de renda, a segurança alimentar e o senso de comunidade. Nós acreditamos e apoiamos o Projeto Horta e Compostagem do Fernão. Vamos juntos ajudá-los a conseguir os recursos!

Veja também

12 de maio de 2010

Alfeneiro

28 de fevereiro de 2015

Relatório Anual de Atividades 2014

15 de maio de 2010

Jacarandá-bico-de-pato

19 de junho de 2015

SAAP lança boletim impresso