27 de agosto de 2013

Conselho cobra medidas no Plano Diretor contra especulação em SP

G1 São Paulo, 27/08/2013

Arquitetos e urbanistas integrantes do Conselho da Cidade sugeriram nesta segunda-feira (26) alterações e acréscimos na minuta do Plano Diretor para tornar mais objetivo e preciso o documento que orientará o crescimento da cidade nos próximos dez anos. O projeto em elaboração pela gestão do Prefeito Fernando Haddad (PT) foi apresentado nesta segunda-feira aos conselheiros e deve ser enviado à Câmara Municipal de São Paulo em setembro.

Manifesto assinado por 40 urbanistas afirma que o plano deve definir sanções para aqueles que não o cumprirem; instrumentos que penalizem a especulação imobiliária, aplicação efetiva da cota de solidariedade para fins de produção de habitação de interesse social (HIS) para todo empreendimento que tenha a partir de 10 mil metros quadrados de terreno ou 20 mil metros quadrados de construção.

“Todas as contribuições vão ao encontro do desejo do plano. Essa carta dos 40 urbanistas e arquitetos vai no sentido de reforçar a preocupação com a questão da ocupação. Quando eles falam em habitação não estão falando apenas em moradia. Estão falando na questão geográfica. A garantia de que os trabalhadores de mais baixa renda também tenham acesso à cidade. Estão pedindo para nós avançarmos ainda mais nas propostas que fizemos. Por exemplo a cota de solidariedade: estão querendo já a regulamentação. Aquilo que ia ficar para um segundo momento estão pedindo para que ja´fique expresso”, disse Haddad.

Leia mais…

Veja também

9 de junho de 2014

Qual é a minha rua?

21 de setembro de 2013

Mouramos